Mostrando 2317 resultados

Registro de autoridad

Michael Beaumont Wrigley

  • MBW
  • Persona
  • 1953-2003

Michael Beaumont Wrigley nasceu no dia 4 de setembro de 1953, em Leeds, Londres. Iniciou sua graduação em Matemática, na University College, na Grã-Bretanha. Ingressou já no segundo ano em Filsofia e bacharelou-se pela University of Kent at Canterbury, na Grã-Bretanha, em 1978. Nesse mesmo ano, ingressou no programa de Filosofia da Universidade de Oxford e iniciou suas pesquisas sobre a filosofia de Wittgenstein, particularmente sobre a filosofia da matemática de Wittgenstein. Sua dissertação de mestrado intitulou-se: Alguns aspectos da filosofia da matemática de Wittgenstein (Some aspects of Witgenstein's Philosophy of Mathematics). Inscreveu-se no programa de doutorado da Universidade da Califórnia, em Berkeley, em 1980, obtendo o título de doutor em 1987, com a tese "Os estágios iniciais da Filosofia da matemática de Wittgenstein" (Wittgenstein's early Philosophy of Mathematics). Durante seu doutoramento manteve contato com importantes filósofos, dentre eles: Paul Feyerabend, John Searle e Marcelo Dascal e, também com alguns nomes da lógica mundial, como Alfred Tarski, Robert Solovay e Newton da Costa. O contato com os Professores Dascal e da Costa rendeu-lhe um convite para lecionar no Departamento de Filosofia, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. No período de 1985 a 1986 atuou como Professor Assistente de Filosofia na Universidade Americana do Cairo, Egito. Em 1988 foi aprovado como Professor na área de Epistemologia, do Departamento de Filosofia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp, sendo contratado em 19 de abril de 1989, iniciando suas atividades docentes em 1 de março de 1990. Foi um dos membros fundadores da Sociedade Brasileira de Ciência cognitiva. Em 1992, o Professor Michael se integra ao Grupo de Lógica do IFCH/Unicamp, composto pelos Professores Walter A. Carnielli, Antônio Mario Sette e Itala Maria Loffredo D´Ottaviano. Foi membro do Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE) da Unicamp desde 1992. O Professor Michael Wrigley coordenava a Seção de Publicações do CLE quando veio a falecer em 9 de agosto de 2003.

Oswaldo Chateaubriand

  • Persona

Doutor em Filosofia pela Universidade da California em Berkeley (1971). Atualmente é professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde leciona desde 1978. Foi professor no Departamento de Filosofia da Universidade de Washington em Seattle (1967-72), no Departamento de Filosofia da Universidade Cornell (1972-77) e no Programa de Pós-graduação de Psicologia da Fundação Getúlio Vargas (1977-91). Foi professor visitante no Departamento de Matemática da Universidade de São Paulo (1962) e no Departamento de Filosofia da Universidade Harvard (1972). É membro fundador da Sociedade Brasileira de Lógica, da qual foi presidente por dois mandatos. É membro externo do Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência da Universidade Estadual de Campinas. É membro titular do Institut International de Philosophie com sede em Paris. Suas principais áreas de atuação são Filosofia da Lógica, Filosofia da Matemática e Filosofia da Linguagem, com interesse em vários temas (ontologia, natureza da lógica, teoria das descrições, teoria da verdade, entre eles) e autores (Frege, Russell, Tarski, Quine, Goodman, entre outros). Suas publicações principais são os livros "Logical Forms: Part I - Truth and Description" (2001) e "Logical Forms: Part II - Logic, Language, and Knowledge" (2005)

Leopoldo Nachbin

  • LN
  • Persona
  • 1922-1993

Leopoldo Nachbin nasceu em Recife, Pernambuco, Brasil, a 07 de janeiro de 1922. Em 1939, após completar seus estudos secundários, ingressou na Escola Nacional do Rio de Janeiro. A partir de 1940 e, simultaneamente com o curso de Engenharia, frequentou como aluno ouvinte o curso de Bacharelado em Matemática da Faculdade Nacional de Filosofia, pois não era permitido matricular-se em dois cursos ao mesmo tempo. Em 1941, como aluno, tornou-se auxiliar do Ensino de Cálculo Infinitesimal da Escola Nacional de Engenharia. Em 1943, obteve o diploma de Engenheiro Civil. Patrocinado por Gabrielle Mammana, apareceu nos Anais da Academia Brasileira de Ciências o primeiro trabalho de Nachbin quando ele tinha dezenove anos, em 1941. No prefácio de um livro sobre Elasticidade, publicado por Sobrero em português, no Rio de Janeiro na época, há um agradecimento explícito a Nachbin. Em 1944, passou a ser assistente de Cálculo Infinitesimal da Escola Nacional de Engenharia. Em 1947, foi contratado como professor regente da Faculdade Nacional de Filosofia e em 1948 prestou concurso de Livre Docência em Análise Matemática na mesma faculdade. Em 1950, tornou-se professor titular do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) recentemente fundado. Nachbin tornou-se professor titular da Universidade federal do Rio de Janeiro. Foi um dos principais idealizadores e promotores da criação do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) fundado como órgão do CNPq em 1952, no qual permaneceu como pesquisador titular até 1971. Durante dois anos, de 1956 a 1958,retornou aos Estados Unidos, inicialmente como Associado de Pesquisa na University of Chicago, Chicago, Illinois, com bolsa de um ano da Rockfeller Foundation, a seguir como membro visitante do Institute of Advanced Study, Princeton, New Jersey, com bolsa de um ano da Guggenheim Foundation. De 1961 a 1970, foi coordenador do Instituto Central de Matemática da Universidade de Brasília, Brasília, DF. Brasil. Esteve ausente do Brasil durante quatro anos consecutivos, de 1961 a 1965, o maior de seus períodos no estrangeiro e, num certo sentido, o auge da sua carreira. Inicialmente, foi professor visitante da Faculté des Sciences de Paris (Sorbonne), na França, durante dois anos, de 1961 a 1963. Nesse período, foi conferencista convidado do Congresso Internacional de Matemáticos, realizado em 1962, em Estocolmo, Suécia. Ainda em 1962, ganhou o Prêmio Moinho Santista. Foi a primeira oportunidade em que a Fundação Moinho Santista concedeu tal prêmio na área de matemática. Neste mesmo ano, após visita de um mês a Inglaterra, o matemático Michael Atiyah convidou-o a ser professor permanente da University of Oxford, que Nachbin aceitou um ano depois. De 1963 a 1965, após os dois anos em Paris, Nachbin tornou-se professor titular da University of Rochester. Em 1970, recebeu uma medalha honorífica da Universidade de Liege e, em 1973, recebeu o título de professor Honoris Causa da Universidade Federal de Pernambuco. Recebeu em 1982, o Prêmio de Ciências Bernardo Houssay, da Organização dos Estados Americanos (OEA) e, nesse mesmo ano, por ocasião de seus 60 anos, foi homenageado com um simpósio internacional de matemática realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. A Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) entregou-lhe o título de professor Honoris Causa em 17 de agosto de 1989.

José Carlos Valladão de Mattos

  • JCVM
  • Persona
  • 1940-

José Carlos Valladão de Mattos nasceu no dia 05 de julho de 1940, na cidade do Rio de Janeiro, então Estado da Guanabara, filho de Jayme Vieira de Mattos e Emir Valladão de Mattos.

Valladão, como é conhecido no meio acadêmico, foi aluno da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil de 1962 a 1964. Transferiu-se para a Universidade de Brasília em 1965, onde concluiu o Bacharelado em Física. Em 1968 conclui o mestrado em Física no Instituto Central de Física Pura e Aplicada da UnB nessa mesma Universidade.

Em 1966 cursou disciplinas de pós-graduação no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas – CBPF e em julho de 1968 apresentou a dissertação “Estudo da Emissão de Hidrogênio na Banda 21cm e a Estrutura da Galáxia”, sob orientação do Prof. Luiz Carlos Gomes e obteve o grau de Mestre em Física pelo Instituto Central de Física Pura e Aplicada da Universidade de Brasília.

Em setembro de 1968, uniu-se ao grupo do Prof. Sérgio S. P. Porto, na “University fo Southern Califónia” onde trabalhou até 1971, cumprindo nesse período todos os cursos e exames, inclusive o exame de qualificação para obtenção do título de Doutor em Fìsica.

Em agosto de 1971 foi contratado pelo Departamento de Física do Estado Sólido e Ciência dos Materiais – DFESCM, da Universidade Estadual de Campinas, por solicitação do Prof. Carlos Alfredo Argüello.

Em seus primeiros anos na Unicamp, foi responsável pela planificação do Laboratório de Espalhamento de Luz (Raman II) do DFESCM e desenvolveu pesquisas com o Diretor do Departamento, Prof. Rogério Cezar de Cerqueira Leite, seu orientador, que resultaram no artigo “Non-Equilibrium Phonon Distribution and Electron Phonon Coupling in Semi-conductors”, concluído em 1972 e publicado na Solid State Communications, Vol. 12, pp. 465-468, Março de 1973. Em 11 de maio de 1973, obteve o título de doutor ao defender a tese “Distribuições Não-equilibradas de Fonons Ópticos em Semicondutores”

De setembro de 1974 a agosto de 1976, licenciou-se da Unicamp e retornou aos Estados Unidos a convite da Bell Laboratories, onde trabalhou com o Dr. John M. Worlock, na qualidade de pesquisador visitante, desenvolvendo trabalhos em condensação de excitons, ou gotas de életron-buraco em Germânio.

De 1977 a 1979, além de suas atividades didáticas e de pesquisa, exerce diversas outras funções administrativas no Instituto de Física destacando-se a de Co-Executor do Projeto Física para o Ensino Secundário (MEC/Unicamp), além de tornar-se colaborador da Seção Ciência e Tecnologia do Jornal Folha de São Paulo.

Em 1980 licenciou-se novamente da Unicamp e passou dois anos na UnB, como professor visitante, onde contribuiu na reforma do Curso Básico Geral da Física, oferecido para todos os cursos das áreas de ciências e também na reformulação da disciplina de Física Ondulatória. Como pesquisador colaborou com o Grupo de Física da Matéria Condensada colocando em funcionamento um laboratório de interação de luz com a matéria, com duas atividades principais: espectroscopia fotoacústica e espectroscopia ótica.

Em 1981, de volta à Unicamp, passa para o Departamento de Física Aplicada para atuar no Laboratório de Pesquisa em Dispositivos – LPD em convênio com o CpqD / Telebrás/ CNET em pesquisa sobre caracterização de junções de semicondutores, usados na fabricação de lasers de GaAs. Tornou-se também Coordenador de Pós-Graduação do Insituto de Física, cargo que exerceu até 1983.

De abril a maio de 1983 esteve por um mês no Max Planck Institut fur Festköperforschung em Stuttgart, convidado pelo Dr. Ernest Göbel para trabalhar em espectroscopia ultra-rápida de fonons e fotoluminescência de populações não-equilibradas termicamente com a rede cristalina. O convite deveu-se ao seu trabablho de doutorado no tema dez anos antes. Na época no IFGW a possibilidade de trabalho restringia-se a região de microssegundos, sendo que nos laboratórios do Dr. Göbel havia facilidades para espectroscopia de picosegundo. No período em que esteve na Alemanha também interagiu com o grupo do Dr. Pilhuln da Univesidade de Stuttgart, com estruturação semelhante ao grupo da Telebrás, onde procurou coletar o maior número de informações sobre lasers de GaAs e InGaAsP quanto a defeitos, novas estruturas e metodologias para estudos óticos de substratos e camadas epitaxiais e teve extensivas discussões com o Dr. Sawer, responsável pelo desenvolvimento de estudos de defeitos em semicondutores. Um resultado significativo de sua visita ao Max Planck foi a proposta do Dr. Göbel de estabelecer em bases definitivas um intercâmbio com a Unicamp, através do programa de colaboração bilateral Max Planck Society/CNPq, abrindo a possibilidade para que alunos e pesquisadores em nível de pós-doutorado brasileiros pudessem visitar esse laboratório. Na segunda etapa da viagem passou duas semanas no Bell Laboratories onde interagiu estreitamento com o grupo de estudo de propriedades óticas no infravermelho que trabalhava majoritariamente em física e tecnologia de camadas epitaxiais de GaAs e InGaAsP, visando dispositivos tais como lasers e detectores.

Além de sua atividade como pesquisador, a partir de setembro de 1983 passa a ser o executor do Convênio Unicamp/CNPq/SUBIN/MRE “Capacitação de Pesquisadores e Professores Latino-Americanos”. A partir de 1985 para a ser também executor do Convênio Unicamp/Secretaria de Educação do Estado de São Paulo/CENP “Atualização e aperfeiçoamento de docentes e especialistas do quadro do Magistério Público do Estado de São Paulo.

Foi representante docente no Conselho Diretor da Unicamp nos biênios 1982-1984 e 1984-1986.

Em maio de 1986 foi designado Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários respondendo pela execução de diversos convênios e projetos até o final do mandato do Prof. Paulo Renato Costa Souza como Reitor em 1990, tais como:

  • Organização e realização do Encontro Integração entre os Setores Produtivos e de Pesquisa e Desenvolvimento em 1986; a Feira de Tecnologia da Unicamp – evento de grande porte visitado por mais de 170.000 pessoas na Unicamp e no Rio de Janeiro, durante o qual ocorreram o Encontro de Tecnologia e Desenvolvimento Industrial, a realização da Reunião Mensal FIESP/CIESP – DECOR e o Encontro da Indústria do Estado de São Paulo em Agosto/Setembro de 1988; a Interação Universidade-Empresa ação em larga escala no estabelecimento do convênios na área tecnológica com empresas privadas. Implantou diversos projetos educativos para a comunidade da Unicamp e de extensão em colaboração com a Prefeitura Municipal e orgãos da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e Ministério da Educação. Projetos habitacionais para alunos e funcionários entre outras ações sociais.

De 1990 a 1991 foi Assessor Especial do Secretário de Ciência e Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Luiz Gonzaga Belluzo.

Em 1992 aposentou-se pela Unicamp.

Em 2001 torna-se Diretor Superintendente da Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas – CIATEC, concebido na década de 1970 por Rogério Cezar de Cerqueira Leite, professor emérito do Instituto de Física da Unicamp , constituida por decreto municipal em 1991 e transformada em empresa de economia mista, mantendo a Prefeitura de Campinas como acionista majoritária.

Resultados 1 a 30 de 2317